Home

gp japão 960z540 2020

DOBRADINHA NO JAPÃO DEU À MCLAREN VIRTUAL O CAMPEONATO DE CONSTRUTORES

Na quarta dobradinha (liderada por Israel Silva), Vinicius Ranieri é pole

Israel Silva vence o GP do Japão e se coloca como possível candidato ao segundo lugar do campeonato, com 100 pontos em jogo e 60 pontos a menos que Rodrigo Figueira (Ferrari virtual). Nestas condições, Silva pode buscar um desfecho um pouco mais favorável no campeonato. O vencedor largou em segundo lugar do grid, em uma largada que teve o seu início comprometido por carros se tocando, porém, o piloto seguiu sua saga triunfante.

"Semana corrida, baixei a pista as 20:15..."

Israel Silva

O piloto largou de compostos médios, no primeiro episódio de Safety car na pista (volta 9), o piloto aproveita para ir aos boxes, voltando em quarto lugar de pneus duros. Entre paradas nos boxes de concorrentes direto (Ranieri/Roberto) e safety cars (4 vezes na pista), Israel assume o topo na volta 20, não saindo mais do P1. A vitória de Israel Silva veio na esteira de uma penalização em seu companheiro de equipe (Ranieri), o piloto soube aproveitar a oportunidade, vencendo a sua segunda corrida, em 5 podiuns no ano. O piloto, top-3 da competição, atinge um total de 180 pontos. Uma das melhores performances do piloto, se distanciando um pouco de Sandro Nocera (Toyota virtual), diminuindo a distância entre ele e Figueira. Em uma corrida dinâmica e cheia de contratempos, o piloto esbanjou experiência no traçado.

Construtores: *McLaren virtual 491 pontos  *Toyota virtual 291   *Ferrari virtual 280

 

"É muito bom vencer, vamos ver se eu consigo manter esse terceiro lugar no campeonato"

Israel Silva

 

VINICIUS RANIERI SEGUE OS MANUAIS DO AV

 

O segundo lugar do podium, o pole position Vinicius Ranieri (McLaren virtual), mais uma vez fez por merecer o posto, mesmo em uma corrida conturbada, com 4 interrupções, sofrendo uma penalização (Drive Through), o virtuose e virtual piloto chega em segundo lugar do podium. São 14 podiuns, 8 poles, 7 vitórias e 311 pontos, o piloto não rasga os manuais do AV, muito pelo contrário, adere. O líder da competição largou muito bem de compostos médios, na primeira parada (Safety car), volta de pneus duros na terceira colocação. Já na relargarda o piloto já assume a segunda colocação que era de Roberto. Doravante, o piloto teve uma penalização por excesso de volocidade na area dos boxes, o piloto é penalizado pouco antes da metade da corrida, voltando em décimo lugar. O piloto provou que entende do riscado, em uma ótima tocada, vai galgando posição por posição, até chegar no P2 do pelotão. O piloto chegou a ser tocado por Rodrigo Figueira (Ferrari virtual), no fim da corrida, porém, saiu ileso para o podium e para a liderança da competição.

 

SEM DESACREDITAR!

O terceiro lugar da prova foi o piloto Sandro Nocera, piloto da Toyota virtual. Nocera largou em quarto lugar no grid de largada, de compostos médios. Em sua primeira parada, na esteira do Safety car, o piloto volta de pneus duros, na sétima posição. O piloto teve muitos concorrentes em sua frente, chegou a ficar em segundo lugar do pelotão com a penalização em Ranieri. Com efeito, é o mesmo Ranieri que o tira do segundo lugar do pelotão. Nocera chegou a ser ultrapassado por Figueira, caindo para quarto lugar. Porém, o que é do homem o bicho não come, o piloto fatura o seu quinto podium da temporada, somando um total de 164 pontos. Pra quem não acreditava chegar entre os dez, terminar em terceiro lugar e levar junto com Adriano Ribeiro o estandarte da Toyota virtual ao segundo lugar do campeonato, é muito massa.

 

P4: IGOR CÉSAR

O quarto lugar da prova foi o piloto da Mercedes virtual, Igor César. O piloto largou de compostos duros, da décima segunda posição, sua melhor colocação foi o quarto lugar sacramentado. O piloto soma um total de 86 pontos. Mesmo sofrendo pressão, como por exemplo, o episódio entre ele e Francisco Alves (Alfa Romeo), onde os pilotos se tocam e César perde posição, o piloto soube perseverar na pista, um ótimo posto.

 

P5: RIVALDO BENÍCIO

O piloto da Toro Rosso virtual, Benício, em sua melhor performance do ano, havia largado de compostos médios, em nono lugar do grid. Flertou sempre na parte de cima do pelotão, em quarto lugar, em terceiro lugar, até sacramentar o posto definitivo. O piloto soma um total de 35 pontos. Ótima corrida do piloto, que chegou a fazer pressão em Sandro Nocera, por exemplo.

 

P6: ANDERSON ROBERTO

Roberto e sua BMW virtual deu muito trabalho no traçado Japonês. O piloto largou em oitavo lugar no grid, de compostos médios. Chegou a ficar em segundo lugar do pelotão, em um stint mais longo (19 voltas). Sua melhor colocação foi um segundo lugar, no momento que Ranieri é penalizado e Figueira vai aos boxes. O piloto soma um total de 40 pontos. O piloto fez uma boa corrida, após parar nos boxes, o piloto volta em décimo primeiro, ainda assim, fecha a corrida em uma boa performance.

 

P7: ADRIANO RIBEIRO

Ribeiro, piloto da Toyota virtual, foi o P7 da prova, o piloto largou de compostos médios, da sétima posição. O piloto teve uma corrida conturbada, chegou a perder asa dianteira e traseira após a primeira relargarda, o que o levou aos boxes e consequentemente ao fim do pelotão. Largou em sétimo do grid, terminou em sétimo no fim da prova, porém, existe um parêntese de recuperação e muita luta. O piloto soma um total de 127 pontos na competição, levando o estandarte da Toyota virtual ao top-2 dos construtores. Junto com Nocera, formam a segunda melhor equipe da temporada. 

 

P8: FÁBIO MUNIZ

O carismático Fábio Muniz, piloto da Haas virtual, largou em uma boa posição (sexto lugar), pulando para um quinto posto logo nas primeiras voltas. O piloto atinge um total de 16 pontos. Muniz chegou a ser penalizado na prova, no episódio entre ele e Flávio Falcão (Renault virtual). O piloto chegou a ser o último carro do pelotão, em uma corrida movimentada, Muniz finaliza em oitavo. Sua melhor posição na corrida foi um quinto lugar, em uma prova com oito abandonos, como por exemplo, seu companheiro de equipe Pedra.

 

P9: ADRIANO CARDOSO

Cardoso, piloto da Toro Rosso virtual, largou no fim do pelotão (19), de compostos macios, logo, finalizar em nono é uma boa evolução na pista. O piloto soma um total de 14 pontos na competição. O piloto largou de compostos macios, Saindo do fundão para a zona de pontuação. Sua melhor colocação foi um sétimo lugar. Em uma prova com 4 safety cars, o saldo para Cardoso foi positivo.

 

P10: FRANCIS HARTSTEIN

Hartstein, piloto da Williams virtual, largou em décimo sexto lugar do grid, sendo catapultado para a zona de pontuação, afinal, o piloto terminou a prova em décimo primeiro lugar. O piloto soma um total de 17 pontos na competição. O piloto chegou a flertar com a sexta posição, em um determinado momento. É beneficiado por uma penalização em Eduardo Marques (Racing Point virtual).

 

Volta mais rápida: Rodrigo Figueira (Ferrari virtual) 1:27.728

O vice lider do campeonato (Figueira) cravou a volta mais rápida em uma corrida onde largou em décimo, se recuperou rapidamente e chegou a liderar o pelotão, porém, no fim da corrida, o piloto toca a sua Ferrari virtual em Ranieri e consequentemente abandona a prova. O piloto soma um total de 240 pontos, segue vivo no jogo. 

 

17 ETAPAS/21 (TOP-5)

1 VINICIUS RANIERI (McLaren virtual) 311

2 RODRIGO FIGUEIRA (Ferrari virtual) 240

3 ISRAEL SILVA (McLaren virtual) 180

4 SANDRO NOCERA (Toyota virtual) 164

5 ADRIANO RIBEIRO (Toyota virtual) 127

 

8 ABANDONOS:

C.Alves *Alfa Romeo virtual

Pedra Júnior *Haas virtual

Botosso *Racing Point virtual

Silveira *Red Bull virtual

Jean Pierre *Renault virtual

Figueira *Ferrari virtual

Fungaro *Ferrari virtual

Falcão *Renault virtual

 

SÓ FALTOU CHOVER

Dezenove pilotos no grid de largada, onze pilotos concluíram a prova, prova esta, com quatro Safety cars, ultrapassagens e muita competitividade. Oito abandonos, advertências, penalizações e acidentes na pista, ainda assim, foi uma boa corrida, carregada de emoções dignas do universo do AV. Só faltou chover na terra do sol nascente. Faltam apenas 4 etapas em jogo, pelo quadro de classificação, no que toca um top-5, eu diria que muitas pedras ainda podem rolar. Agora, em termos de equipe, a McLaren virtual nada de braçadas, quanto a Ferrari virtual, a presença da Toyota virtual no top-2 pode acender os ânimos de Figueira e o experiente Fungaro. Como vêem, nada de férias por aqui, que bom, os amantes do automobilismo virtual agradecem.

 

 

 

A propósito...

A velha dança das cadeiras (Lotus virtual para Red Bull) não trouxe um velho conhecido de Rômulo Silveira: o podium, o piloto foi um dos oito abandonos.

 

Da terra do Sol Nascente, para as plagas do Tio Sam (Austin) 25/10 às 22 hs

AV(er)!

 

YES, NÓS TEMOS O AV!

 

RF1 Brasil, automobilismo virtual levado a sério

ASSISTA O VT COMPLETO DA CORRIDA