Home

podium mexico 2020 960x540

COM 8 VITÓRIAS NA TEMPORADA 2020, VINICIUS RANIERI (MCLAREN VIRTUAL) CONQUISTA O TÍTULO DE F1 VIRTUAL DE FORMA INCONTESTÁVEL

 

Anderson Roberto (BMW virtual) é pole

 

Habemus campione!

Austrália, Espanha, Mônaco, França, Áustria, Inglaterra, Itália e México:

Ranieri venceu em três continentes na busca pelo título de fórmula 1 virtual 2020, 15 vezes no podium, uma batalha coroada pelo bicampeonato (2018/20). 

INCONTESTÁVEL! Não há outa palavra para definir o título de um piloto que ganhou 8 de 19 corridas em uma temporada.  

 

A largada

A largada da décima nona etapa já anunciava a batalha épica e insana que seria pelo título, nela, o pole position Anderson Roberto (BMW virtual), o agora campeão Ranieri (McLaren virtual) e o vice campeão Rodrigo Figueira, (Ferrari virtual), esbanjavam habilidade em um tri-wide frenético, onde Figueira larga na frente, com a faca nos dentes. Contudo, o topo do pelotão variava para os três pilotos, ora um, ora outro na liderança. No primeiro safety car, Ranieri é o líder, havia largado em segundo no grid de compostos médios, na relargada, atua de pneus duros. Líder também na segunda bandeira amarela, com concorrentes de peso por perto, o campeão não se abalou, venceu a prova e de lambuja cravou a volta mais rápida 1:16.311

 

Microfone aberto

"O Anderson não conseguiu me acompanhar depois, ai o caminho da vitória foi tranquilo da metade da corrida" 

Ranieri

 

O piloto soma 337 pontos, com 19 etapas de 21, logo, faltam duas etapas (Brasil/Abu Dhabi), 52 pontos em jogo, para o piloto o título já basta, o resto certamente será pura diversão na pista. 

Ao aniversariante da semana que precedeu a prova, o melhor presente da praça: O título de campeão de Fórmula 1 virtual de 2020.

Parabéns Ranieri!

McLaren virtual 539 pontos no campeonato de Construtores

 

TOP-2 CEREBRAL

Anderson Roberto, piloto da BMW virtual, foi o pole position, porém, em uma luta insana para sustentar o topo, não obtem sucesso, perde a liderança para Figueira, assim como o segundo posto para Ranieri. Com efeito, o piloto não se abalou, volta ao topo do pelotão, ultrapassando tanto o campeão, como o vice campeão Figueira. Roberto largou de compostos médios, no topo, conquista o segundo lugar da prova com muita maestria e personalidade, somando um total de 58 pontos. 

Independemente da penalização de Israel Silva (McLaren virtual), por exemplo, Roberto lutava com ares de vencedor. Com essa posição na corrida, o piloto entra no seleto grupo dos top-10, tendo totais condições de melhorar a sua colocação na tabela de pontos.

 

PIERRE PLUS (TOP-3)

O canadense Jean Pierre, piloto da Renault virtual, foi o P3 da noite, onde o podium era composto de pilotos alegres e felizes, haja vista que Pierre sobe pela primeira vez no podium, de maneira brilhante. Lutando com Figueira pelo posto, já na parte final da race, tendo Sandro Nocera (Toyota virtual), por perto. O piloto largou de compostos médios na sexta posição do grid de largada, com Roberto, Ranieri, Figueira, Silva e Nocera a sua frente, nada fácil. Na sexta posição o piloto nadava de braçadas, não sofreu a menor ameaça, logo, porque não ousar um pouco mais, não é mesmo. O preço de sua ousadia foi o podium, somando um total de 71 pontos, top-9 no campeonato, com grandes chances de buscar uma melhor colocação nas duas etapas que virão.

 

SANDRO NOCERA (P4)

Nocera largou em quinto lugar no grid de largada, também de compostos médios, em seu posto, pouco foi ameaçado, logo, o piloto buscou na corrida uma melhor colocação. Em seu embate com Figueira que Nocera obtem o quarto lugar da corrida, somando um total de 189 pontos. Seu concorrente direto, Silva (202 pontos), terminou a prova em oitavo lugar, devido à uma penalização, dando ao piloto Nocera, todas as condições de lutar de igual para igual pelo top-3 da temporada. 

Construtores:

MACLAREN VIRTUAL 539

FERRARI VIRTUAL 325

TOYOTA VIRTUAL 322

52 pontos para a dupla Nocera/Ribeiro buscar um top-2 no campeonato de equipes, assim como 52 pontos para Nocera ser o possível top-3 do campeonato de pilotos.

 

P5: RODRIGO FIGUEIRA

Figueira (Ferrari virtual) é o vice campeão da temporada, o piloto teve 5 triunfos no ano, em algumas corridas, por exemplo, o piloto só perdeu para ele mesmo, ainda assim, não vendeu barato o título à Ranieri. Cascudo e sagaz até o fim, em uma temporada de muita luta e, claro, muita alegria e diversão na pista. O top-2 do ano somou um total de 275 pontos, em uma corrida onde assume o protagonismo logo na largada, do terceiro lugar ao topo em um estalo. Figueira, Ranieri e Roberto davam um show à parte, tornando a prova um grande espetáculo virtual. Entre toques, batidas e ultrapassagens, o piloto crava o seu nome no campeonato, top-2 de muito peso. Resta ao piloto assegurar o top-2 também nos construtores, contudo, as etapas que virão, serão pura diversão ao piloto sagaz.

 

 

EDUARDO MARQUES (P6)

Com a penalização aplicada em Márcio Abduch, piloto da Mercedes virtual, Marques e a sua Racing Point virtual é catapultado ao sexto posto da prova. O piloto largou em décimo quarto lugar da prova, consegui galgar posições no pelotão, seu melhor posto é um  terceiro lugar, perde o posto para Pierre, cai para quarto lugar, caindo em seguida para o sétimo lugar da corrida. No pós quadriculada, sai da sétima casa para a sexta. Marques soma um total de 55 pontos.

 

MAURO BOTOSSO (P7)

Na esteira da penalização em Abduch, o aniversariante (Botosso) da semana que precedeu a prova, ganha um posto de presente, Botosso sai de P8 e vai à P7 da prova. O piloto largou de pneus médios, da sétima casa, já na volta 1, Botosso é o sexto colocado, contudo, na volta 17, sofre um revés, batendo o carro em seguida, mas não jogou a toalha, volta para a corrida. O piloto soma um total de 37 pontos na temporada. 

 

ISRAEL SILVA (P8)

Seguindo a linha de penalizações, Silva e a sua McLaren virtual sai de P9 para P8, porém, com sabor amargo, afinal, Silva, que largou muito bem da quarta posição, de compostos macios, vinha em uma tocada segura, chegando a ficar em segundo lugar no pelotão. Doravante, o piloto é penalizado, no episódio entre ele e Figueira, logo, o inferno astral do piloto se faz presente na prova. Com a penalização, o piloto cai para quarto lugar, ao parar nos boxes, volta em décimo primeiro. Israel Silva soma um total de 202 pontos no campeonato. Nas duas etapas que virão, cabe ao experiente piloto manter o seu posto na tabela do campeonato. No que toca o campeonato de equipes, a McLaren virtual vai bem, no topo.

 

ADRIANO RIBEIRO (P9)

Ribeiro, piloto da Toyota virtual, sai do último lugar da prova para a nona colocação, somando assim dois pontos na race. O piloto largou em décimo segundo lugar do grid, de pneus médios, conquista o ponto de honra ao ultrapassar Flávio Falcão (Renault virtual), com a penalização em Abduch, o piloto é alçado ao P9. Sua colocação no campeonato (top-5) é ameaçada por Rômulo Silveira (Red Bull virtual) e Igor César (Mercedes virtual), porém, não será nada fácil tirar o merecido posto de Ribeiro, que soma 133 pontos.

 

FLÁVIO FALCÃO (P10)

Fechando a zona de pontuação, vem Falcão e a sua Renault virtual, vale lembrar que o piloto terminou a prova em décimo primeiro lugar, saindo da bacia das almas, para a zona de pontuação, devido às circunstâncias. A melhor posição do piloto na corrida foi um P8. Falcão largou de pneus médios na décima quinta posição do grid de largada, à frente de Fábio Muniz (Haas virtual), somando um total de 16 pontos no campeonato.

 

"ZANDVOORT 28 CARROS NO GRID"

 

A décima nona etapa da temporada teve 16 pilotos no grid de largada, duas bandeiras amarelas e 4 abandonos. A etapa do México foi sem dúvida, uma das melhores corridas do ano, além da vitória do líder Ranieri, veio a reboque o merecido título. Uma temporada em que o piloto atuou constantemente, só esteve ausente no GP dos Estados Unidos, salvo engano. O Campeonato caminha para o seu gran finale, em um ano singular, onde tivemos um super grid com 28 carros (Holanda) por exemplo. Ranieri, Figueira, Israel, Nocera e Ribeiro, formam um primeiro escalão de muito vigor. Assim como Silveira, César, Rocha (ausente), Pierre e Roberto fecham o top-10 do campeonato. 

A batalha final

Será que a Ferrari virtual vai se manter no posto, tendo a Toyota virtual por perto? E quanto a Israel Silva, vai tirar uma boa fatia desse bolo de 52 pontos e garantir o seu top-3, mesmo sabendo que Nocera é presença constante no podium? Quanto ao piloto Adriano Ribeiro, só Silveira pode tirar o seu sono, sem esquecer de Igor César, que também pode jogar água no chope de Ribeiro. Como vêem, férias pode até rolar, mas ainda existem algumas pendências a serem resolvidas no campo, digo, na pista.

 

Próxima etapa GP Brasil 22/11

 

 

A RF1 Brasil parabeniza o piloto virtual e virtuose Vinicius Ranieri pelo título.

McLaren virtual 

 

RF1 Brasil, automobilismo virtual levado a sério

 

Assista o VT completo da corrida e fique por dentro de todas as emoções